Clique aqui e receba nossa

NEWSLETTER

BOOKMARKS

ONGs
logo

Instituto gua viva do saber

A OSCIP Organizao da Sociedade Civil de Interesse Pblico Instituto gua viva do saber. Entidade ambientalista do Rio Colnia - Itoror Bahia - Brasil. Busca apoio / parceria, para implantar / atuar, em Itoror, um programa de rdio, voltado para a ecologia, meio ambiente. Conscientizao do povo de vrias cidades, onde ocorrem desmatamentos, em grande escala, sem atuao efetiva do IBAMA. Educao ambiental a respeito da importncia das florestas, para nossa sobrevivncia e, em especial para milhares de pessoas da regio sudoeste e sul da Bahia. Contra a loucura do desmatamento. Ver estatsticas, abaixo. Alm de lutar pela recuperao e preservao das nascentes e matas ciliares dos Rios: Colnia, gameleira, rio do meio, ribeiro de Joo Dias, etc. que de poucos anos para c j perderam 20% de suas guas, devido ao desmatamento aqui citado. Florisvaldo Lopes Gonalves Adv. Ambientalista / OAB/SP: 120.112 Presidente/representante Fones: 011- 3453,7213-8359.0416 E-mail: flgadvlopes44@yahoo.com.br Site: www.iaguaviva.com.br

.: OFERECEMOS
agenda

JORNAL A REGIO, Ilhus/Itabuna, 13 de Junho de 2009 A LOUCURA DO DESMATAMENNTO, VEJAM A BAIXO: Itabuna e Itajupe perderam toda sua Mata Atlntica e esto entre os municpios mais devastados do sul da Bahia. Dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) e da Fundao SOS Mata Atlntica revelam que a regio cacaueira vem enfrentando um processo de desmatamento acelerado. A retirada ilegal de madeira e as queimadas nas reas ocorrem a todo vapor. H localidades em que no existem mais remanescentes dos originais da Mata Atlntica. Entre os municpios que esto totalmente pelados esto Itabuna, Itajupe, Barro Preto, Arataca, So Jos da Vitria e Buerarema. Com 210 mil habitantes, quase todos na zona urbana, Itabuna possui 443 km de territrio e 0% de mata e restinga. Outros municpios que sofrem com desmatamento e esto prximos de perder o que resta so Firmino Alves, Coaraci, Ibicara, Ubaitaba, Itap, Floresta Azul, Jussari e Aurelino Leal. Em Firmino Alves restam s 3% de remanescentes, um total de 408 hectares de mata. Em Coaraci o estrago foi ainda maior. O municpio tem apenas 1% de remanescente, o que corresponde a cerca de 261 hectares de mata nativa. Para os moradores de Ibicara restam 123 hectares sem desmatamento. O volume corresponde a 1% do territrio do municpio. Um por cento tambm o ndice de mata intocvel em Ubaitaba, que tem 314 hectares de remanescentes. Outros municpios que tm menos de 10% de Mata Atlntica so: Santa Cruz da Vitria (9%), Itoror (8%), Itap (3%), Almadina (6%) e Itapitanga (5%). Para a diretora de Gesto do Conhecimento e coordenadora do Atlas pela SOS Mata Atlntica, Mrcia Hirota, os dados mostram que urgente uma atuao mais efetiva do poder pblico. preciso fazer as pessoas entenderem que a vida depende da floresta. Ela afirma que preciso que todos participem do esforo em prol da proteo deste bioma. uma questo de sobrevivncia dos 112 milhes de habitantes a proteo de tudo o que resta de floresta original, por isso divulgaremos os dados de dois em dois anos. Mrcia Hirota explica que a fragmentao cada vez maior no bioma e a presso das cidades sobre a floresta reforam a importncia da conscientizao das pessoas e dos esforos na restaurao florestal. Ela analisa que, devido extrema fragmentao de alguns trechos, principalmente nas regies interioranas, a interligao entre as florestas nativas torna-se primordial para garantir a proteo da biodiversidade, da gua e do clima nestas regies. Os dados do INPE e da Fundao SOS Mata Atlntica mostram que a Bahia foi o terceiro estado brasileiro em que mais se desmatou entre 2005 e 2008. Foram eliminados 24.148 hectares de mata, sendo que em Bom Jesus da Lapa foram destrudos 1.797, Cndido Sales perdeu 1.580 e em Vitria da Conquista desmataram 1.418 hectares. Una e Itacar tm a maior rea de Mata Atlntica no sul da Bahia, considerando a extenso dos municpios. Os dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais mostram que Una preserva 35% de remanescentes da Mata Atlntica no municpio, seguido de Itacar, que conserva 31%. O primeiro municpio possui uma rea de 39.967 hectares sem desmatamento. Alm disso, tem 167 hectares de restinga e 575 hectares de mangue. Em Itacar esto 22.375 hectares de mata nativa, 573 hectares de restinga e 939 hectares de mangue. Ilhus vem em seguida, com 23% de sua rea coberta pela Mata Atlntica. Ela possui ainda 39.538 hectares de remanescentes florestas, 1.916 hectares de restinga e 722 hectares de mangue. Em Canavieiras ainda existem 20% da mata nativa, o que representa 21.435 hectares de rea de remanescentes. O municpio tambm tem 1.408 hectares de restinga e 4.358 hectares de mangue. Atlas Em Santa Luzia a rea de Mata Atlntica de 15.063 hectares, ou 19% do territrio do municpio. Em Uruuca so 5.686 hectares, o que corresponde a 17% da rea total. As informaes constam no Atlas dos Municpios da Mata Atlntica. Ele revela a identificao, localizao e situao dos principais remanescentes florestais existentes nos municpios abrangidos pela Mata Atlntica. Pelo ndice de Preservao da Mata Atlntica (IPMA) torna-se possvel ranquear os municpios por cobertura nativa. Os dados e mapas podem ser acessados pela internet, nos sites:www.sosma.org.br e www.inpe.br, gratuitamente. Veja abaixo a rea desmatada em alguns municpios do sul da Bahia. Remanescentes de Mata Atlntica em hectares: Almadina 1.417 Aurelino Leal 888 Itap 1.245 Itapitanga 2.216 Itoror 2.699 Floresta Azul 1.614 Jussari 824 Sta Cruz da Vitria 2.354 Ubaitaba 3.148 SITUAO DAS NASCENTES DO RIO COLNIA, VEJAM A BAIXO: ESTATISTICAS DE DOIS ANOS ATRS. FONTE: SAAE. ITOROR-BA Nenhuma cidade consegue sobreviver sem gua potvel e de boa qualidade para o consumo. Atualmente, o sistema da cidade de Itoror est captando apenas 56 litros de gua por segundo, para o consumo normal de 70 litros por segundo. Portanto, neste momento, o Sistema est submetendo a populao de Itoror e Bandeira do Colnia a um racionamento de 20% de seu consumo habitual. Isto quer dizer que parte da populao est sendo mal servida de gua ou que toda a populao est consumindo menos gua do que o faz habitualmente. Mas, nenhum gestor pode desconhecer ou subestimar o terrvel prognstico sobre o abastecimento de gua cidade de Itoror para dentro de (cinco ou dez anos), se forem mantidas as atuais condies do Sistema. No necessrio ser versado no assunto para saber que, (a cada ano, a vazo do Rio Colnia diminui), e que, por ser ele a nica fonte de captao que abastece a cidade, a situao do Sistema torna-se preocupante e, certamente, entrar em colapso se algo no for feito. X-(Se hoje o sistema est captando do Rio Colnia praticamente toda a sua vazo, para uma distribuio deficitria, como ser, ento, daqui cinco ou dez anos)? X-Lamentavelmente, o sinal vermelho do alerta acaba de acender e, conseqentemente, no h mais tempo que permita esperar uma soluo para o problema. X-Tornou-se impossvel no prever com as provveis conseqncias do aquecimento global que, dentro de pouco tempo, a vazo do Rio Colnia seja totalmente insuficiente para abastecer uma populao que cresce a cada ano. X-AS NASCENTES TEM QUE SER CUIDADAS COMO SE FOSSEM NOSSAS VIDAS, BEM COMO AS MATAS CILIARES. Esse tambm um assunto que deve ser levado s salas de aulas, para que professores conscientizem os alunos que, por sua vez, conscientizaro seus pais. Tambm deve ser discutido em reunies de igrejas, maonaria, pais e mestre, enfim, por toda a sociedade civil organizada do municpio, porque um problema que atingir a todos.

.: CONTATO
endereco

Rua Helena Zerrener , 53 - 8 andar, apto, 810 .S,
So Paulo - SP - Brasil
CEP: 01512-020

E-mail: flgadvlopes44@yahoo.com.br
Telefone: (11) 3453-7213
Telefone: (11) 8359-0416
Site: http://www.iaguaviva.com.br

VEJA A LISTA DE DOADORES MADE IN FOREST

FAA UMA CONTRIBUIO
clique aqui

16348

foi o nmero de visitas

nesta pgina desde 07/02/2010


SEJA UM VOLUNTRIO
Envie aqui o
seu currculum
.: MURAL
agenda

ltimas postagens

.: LOGIN
agenda