Clique aqui e receba nossa

NEWSLETTER

BOOKMARKS

Artigo

Pnuma / ONU e a Economia Verde

Pnuma / ONU e a Economia Verde

seta Pnuma / ONU e a Economia Verde

 Fundada em 2010, com um modelo de relacionamento baseado nas redes sociais, em que as pessoas participam da elaboração do seu conteúdo, a Made in Forest é a primeira rede online global de economia verde. Focada em ecologia e sustentabilidade, com escritórios em São Paulo (SP) e Miami (EUA), a rede tem como objetivo identificar, divulgar e estimular a organização de iniciativas de economia verde no mundo – e, em especial, nos municípios brasileiros. 

O autocadastro de cada empresa, ONG ou cidadão na Made in Forest é gratuito: cada um cria seu próprio mini-site (perfil), podendo disponibilizar conteúdo em forma de texto, contatos, fotos, vídeo ou apresentações para download do consumidor ou interessado. A rede já conta com 700 mil contatos e visitas de mais de cem países, estando integrada com 320 redes sociais (Facebook, Twitter, Orkut etc.). 

“A credibilidade do seu conteúdo fiscalizada, diariamente, por milhares de consumidores, que podem conhecer a economia sustentável da cidade onde vive, ou deseja visitar, e, eventualmente, comentar as páginas de cada empresa ou ONG visitada”, afirma Martin Mauro, que fundou a rede com Fábio Biolcati; ambos com MBA, em administração estratégica e saúde, e experiência executiva e de gestão. 

Além de colocar as pessoas em contato entre si, a Made in Forest possibilita negócios e a transferência de conhecimento para quem a acessa, pois seu conteúdo disponibiliza informações, banco de imagens e vídeos e contatos inclusive em nível internacional, pois cada página cadastrada é traduzível em 51 idiomas. 

“Tivemos a iniciativa de organizar, em uma única plataforma, todos os agentes envolvidos com a economia verde, de forma a facilitar o acesso da população aos ecofornecedores que já decidiram adotar o conceito do respeito ao meio ambiente e sustentabilidade em suas atividades cotidianas”, explica Martin. 

Na Made in Forest, o ecocidadão tem disponível oito segmentos para relacionamento social, consumo consciente e descarte sustentável: Ecoprodutos; Ecosserviços; Ecoturismo; Central da Reciclagem; Educação e Cultura Ambiental; ONGs e OSCIPs Ambientais; Ecocidadão; e Ecocidades. 

Segundo Martin, a Central da Reciclagem é o mais completo banco de dados com informações sobre pontos de descarte de 37 tipos de materiais recicláveis existentes em mais de 2.350 municípios do Brasil. “A Central da Reciclagem é um serviço que as prefeituras municipais de qualquer porte podem disponibilizar para suas populações, além de servir de plataforma para a logística reversa, conforme a Lei Nacional dos Resíduos Sólidos.” 

Ele destaca também a sessão Ecocidades, em que é disponibilizado um censo de economia verde das cidades. “Nas páginas de cada um desses municípios é possível identificar rapidamente a economia sustentável existentes em cada uma das sessões existentes na rede, bem como o total dos empregos verdes existente nestas cidades. Este censo é um instrumento fundamental de planejamento de desenvolvimento sustentável, quer da cidade, quer da região.”

 Clique no link para ler a matéria completa do Instituto Brasil PNUMA Set12: http://madeinforest.ning.com/profiles/blogs/pnuma-onu-e-a-economia-verde

Contatos:

contato@madeinforest.com

11-3446-3000

Made in Forest www.madeinforest.com

Central da Reciclagem www.centraldareciclagem.com.br

Censo da Economia Verde www.censodaeconomiaverde.org

by RONIE LIMA / PNUMA

Setembro 2012

 

.: LOGIN
agenda